03 março 2007


“ A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos, na prudência egoísta que nada arrisca, e que, esquivando-nos do sofrimento também perdemos a felicidade.”

Carlos Drummond de Andrade

6 comentários:

Anónimo disse...

Muito bom. Nada melhor para iniciar um fim-de-semana.
António

Magda Moita disse...

É realmente muito bom. Sabe bem recita-lo.

Beijinhos

Paulo Pires disse...

Sabe bem ler e refletir sobre isso. Beijos Fofos

Magda Moita disse...

Paulo!

A poesia normalmente proporciona excelentes momentos de reflexão.

Beijinho

João Castro disse...

Nada poderia estar mais próximo da realidade.
Se 6 biliões lessem isto, 6 biliões se identificariam com o que diz.
Muito obrigado! É um grande chamado de atenção :)

Magda Moita disse...

João Castro

Muito obrigado pela visita!
A força do pensamento é poderosa e cocriadora. Bastava lembrarmo-nos deste poema de vez em quando, e "moveríamos montanhas", alteraríamos o curso das nossas vivências e por conseguinte contribuíamos para o bem da humanidade.

Um Abraço