26 novembro 2006

Como escapar da escuridão

Escapar da escuridão envolve dois passos: primeiro, o reconheci-mento de que a escuridão não pode ocultar. Este passo, normalmente, acarreta medo. Segundo, o reconhecimento de que não há nada que queiras ocultar ainda que o pudesses fazer. Quando te dispuseres a não esconder nada, não só estarás disposto a entrar em comunhão, como também compreenderás a paz e a alegria.

A santidade nunca pode estar realmente oculta na escuridão, mas podes enganar-te a ti mesmo a esse respeito. Esse mal-entendido faz com que fiques assustado porque, no teu coração, reconheces que é um engano e fazes um grande esforço para estabelecer a sua realidade. O milagre põe a realidade onde ela deve estar. A realidade só pode estar no espírito, e o milagre reconhece somente a verdade. Desta forma dissipa as tuas ilusões sobre ti mesmo e coloca-te em comunhão contigo e com Deus…

Leia o resto do texto e comente no Blog:

Nave Azul

Um excelente texto:
Um Curso em Milagres
Texto - Capítulo 1
IV. Como escapar da escuridão

Numa iniciativa conjunta os seguintes blogues possuem todos o mesmo post colocado a 27 de Novembro:
Nave Azul
O Cálice
O Novo Homem
Postais da Novalis
Fuzil Cósmico
Difusão da Alma
Com a Palavra, o Meu Lado Infinito
(por razões técnicas só fará a sua publicação mais tarde)

6 comentários:

A Mónada disse...

Peço-te desculpa pela troca de endereços no teu link.

Assim, que vi o teu comentário alterei.

Fica bem.

greentea disse...

só um milagre salvará os ca~es do massacre na China...

sem dúvida

que todos os deuses intercedam por eles e permitam q os dirigentes saiam da escuridão

Magda Moita disse...

Existe tanta coisa que não entendo no Ser Humano??!!?? Não reconheço nem aceito no outro tanta maldade, assim como também não a reconheço em mim, quando tenho ataques de fúria, e na verdade só me apetecia, enfim,… dar uns tabefes em algumas criaturas. E neste tipos aqui, não seriam só tabefes, e lá se ia a compostura.
Não tenho soluções, nem sei como se fazem petições. Para dizer a verdade, acho tudo isso tão surrealista, que ultrapassa a minha capacidade de entendimento. Ao visitar o teu blog, apenas me surgiu uma ideia: Mandem para minha casa alguns desses cães, que eu tentarei arranjar-lhes uma casa.
Beijinhos

Magda Moita disse...

Obrigada Mónada!

Enviei-te mail

Fica bem

António Rosa disse...

Magda, querida,

Não é fácil, não.

-----

Estou em viagem da minha lista, por ordem alfabética. Cheguei agora ao teu... lol

Seremos et's em Urântia?

Abraço.

Magda Moita disse...

Não é mesmo nada facil Mestre, ser et's em Urântia.
De repente soou na minha cabeça a voz doce do “Et”, quando diz, Et phones home, phones home...

O teu post "Outras vidas para além de Urântia" está magnifico, ainda não acabei de ler todos os seus links.

Beijinhos

Magda